....................................................................................................................................................................................................

O Brasil Acordou!(?)

In Jornalismo, Política, Sociedade on 17 de junho de 2013 at 10:16

Finalmente, estou achando que o saco de muita gente encheu. Claro que muita gente já se sentia assim, mas ainda não o suficiente pra gente perceber que estamos todos no mesmo barco, navegando pelo mesmo mar do saco cheio. Mesmo assim ainda não sei se tem gente o bastante para se amotinar nesse navio e com força o suficiente para assustar o capitão e, no mínimo forcá-lo a mexer no leme ou, assumirmos de vez o controle.

Talvez a vaia recebida pela nossa PresidentE, no jogo do Brasil tenha sido um sinal dessa convergência mais ampla. Mas precisamos de muito mais do que isso para produzir alguma diferença.

O Brasil é um pais que, historicamente, produziu zonas de conforto para todo o tipo de população. A ultima delas foi direcionada explicitamente às classes mais baixas com essa politicas de ascensão das classes C e D. Estas zonas de conforto nutrem necessidades estratégicas de parcelas especificas da população de modo que todos vivam em uma ilusão estranha de que estão felizes e realizadas e de que nosso governo bomba. E isso não se aplica apenas as classes C e D que citei acima, mas também as classes mais altas. Afinal de contas, se o Brasil tivesse amplas politicas de ascensão social através de preços justos, rendas bem distribuídas e amplas oportunidades, que graça teria em ser rico? O brasileiro, adora se comparar e ver que está por cima. O governo sabe disso.

O que realmente precisamos entender, todos nós, qualquer que seja nossa classe social, é que estas zonas de conforto são ilusões transitórias. Nelas, ninguém é feliz por muito tempo e, principalmente, conquistaríamos muito mais do que conquistamos caso nosso país fosse mais justo. Conquistaríamos muito mais se nosso país nos recompensasse pelo real valor do nosso trabalho.

Afinal de contas não é o preço do ônibus, é o preço de tudo! É esta estrutura de dominação feudal que nos autoriza a utilizar os recursos dos país em troca da expropriação de nossa suada renda através de impostos abusivos, preços exorbitantes, custos de producao elevadíssimos, serviços que não valem o que custam, gastos públicos não-essenciais e superfaturados; como um senhor feudal que permite ao servo utilizar apenas o suficiente para sobreviver.

Estamos sobrevivendo, e querendo viver. O Brasil não tem a menor tradição histórica de se levantar contra seus governos, apenas em caso de grandes exceções, como na Ditadura ou com os Caras Pintadas. Ainda precisamos de mais gente vendo que esse país é o mesmo para todos e que para deixar de apenas sobreviver, temos que atacar juntos.

Fazer isso não é difícil, é tão simples quanto perceber que em qualquer manifestação de classe, sindicato, grupo social, sempre tem aqueles celebres cartazes: “Acorda Brasil!” Ainda tem muita gente dormindo, e sonhando o mesmo sonho. É hora de acordar e trazer esse sonho comum para a realidade de todos!

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: